CUIDADOS BÁSICOS PARA DESCER RIOS

December 3, 2016

Com cada vez mais praticantes, chega a hora de descobrir novos spots, novas aventuras, e locais nunca antes explorados, os rios são uma constante em Portuga,l e apesar de após falar com alguns canoistas experientes, constatar que não temos muitos rios com níveis de perigo muito elevado quando comparados com outros paises, temos no entanto de ter cuidados pois não significa que não existam correntes e perigos nos nossos rios.

Aqui deixo algumas dicas e cuidados básicos a ter numa descida de rio:

 

Sempre mas sempre se humilde.

Conhece e avalia bem e com verdade o teu nível de Stand Up Paddle, começa sempre devagar e vai elevando o nível de dificuldade.

 

Tenta meter conversa com um guia local, canoista ou pescador, e procura pelas suas recomendações.

Procura um local do rio (um troço do rio) com algum espaço, com pouca corrente para te acostumares com as correntes, observa como é que a tua prancha responde ás correntes em agua doce.

 

Usa um colete de flutuação.

No rio os coletes são fundamentais a agua doce não proporciona tanta flutuabilidade, logo é primordial.

As correntes que correm no leito de um rio são imprevisíveis devido a configuração do mesmo.

Um colete é a chave para desceres rios com segurança.

 

Usa um leash de rápida remoção (Quick-Release) ou não uses leash . O uso de leash (preso ao pé)  no rio é desaconselhável pois cordas soltas ou correias podem emaranhar. logo a usar, usa um de rápida remoção (Quick-Release )e com corda em fio de telefone (sempre enrolada) ligada a cintura, o sistema de libertação rápida deve ser usado junto a cintura pois em caso de emergência, mesmo em correntes lentas, um leash emaranhado num ramo ou pedra pode ser mortal; A força da água é muitas vezes o teu peso corporal, tornando impossível chegar ao tornozelo se necessário, logo a cintura é um local de mais fácil acesso.

 

Usa um capacete sempre, proteger a tua cabeça é obrigatório, pois na descida de um rio com correntes é certo que vais cair não importa quão pro tu és.

E normalmente os leitos de rios são compostos por rochas e troncos de árvores e outros e nem sempre são muito fundos. protege a tua cabeça sempre

 

A hipotermia é real. Descer um rio, é remar em aguas que são provavelmente provenientes de derretimento de neves (em terras altas) ou normalmente mais frias devido ao menor contacto com o sol, um fato de neoprene faz sentido e  dependendo do local e estação do ano até pode ser necessário um fato seco, estanque (Serra da Estrela).

 

Nunca desças um rio sozinho leva sempre um parceiro de remada algum equipamento de primeiros socorros numa bolsa estanque com pequenos items ( fita gaze, desinfectante, manta térmica, um isqueiro,e medicação de urgência caso sejam doentes crónicos como os asmáticos) os rios nem sempre tem locais de saída fácil e podes ter de esperar por socorro.

Leva contigo um meio de comunicação telemóvel ou radio. 

 

Outro perigo a ter em conta são os aparelhos de pesca e os cabos que atravessam os rios ou os troços de rios que são menos navegados por empresas de animação ou  lazer, a pesca artesanal, e falta de cuidado devido a pouca utilização, levam a que cabos e redes sejam estendidos de uma margem a outra do rio sendo muito perigoso para os Stand Upers . Tenham cuidado e  mais uma vez procurem sempre informar-se sobre o rio com os locais.

 

Aqui podem ver o perigo de um cabo a passar num rio

https://www.youtube.com/watch?v=XnT7aTyyMgM 

 

Divirtam-se muito e boas remadas.

 

Fotos das nossas pranchas SPS Nature e Delarosa Campeãs Espanholas de descida de rios em 2015 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

5 REMADA DOS PAIS NATAIS RECEITA REVERTE PARA A ACREDITAR

November 6, 2019

1/6
Please reload

Posts Recentes

October 31, 2019

March 17, 2019

February 14, 2019

Please reload

Arquivo