OBSERVAR A NATUREZA E SUP Código de conduta do Sado e cuidados a ter a observar espécies.

November 27, 2016

O Stand Up Paddle vai onde mais ninguém vai. Nas nossas remadas podem dar-se encontros com a fauna marinha, golfinhos, aves ou outros.

Nós achamos importante que aprenda a respeitar a natureza e a preservá-la, para que todos tenham a oportunidade de remar e usufruir das nossas belezas naturais, é por isso que fazemos Stand Up Paddle: Pelo desporto, pelo contacto único  e ecológico com tudo o que nos rodeia, no entanto devemos ter cuidados especiais para não danificar o ambiente ou incomodar as espécies e é disso que vamos tentar falar hoje.

   Abaixo damos a conhecer o código de conduta da observação de golfinhos no Sado, um código que podemos levar para todo o mundo.

 

Para alem dos golfinhos outras das espécies muitos comuns que podemos observar são as aves.

As regras que devem ter ao observar são:  

- Respeite as regras e nunca forçar a interacção com os animai,s deixe que tudo aconteça de forma natural.

-Procure informar-se sobre os habitats que vai observar antes de ir aos locais

-A primeira premissa que deve levar na cabeça é: O bem estar dos animais sempre em primeiro lugar.

- O habitat que o rodeia deve ser sempre respeitado não sujar ou deixar "pegada para trás" 

- Não alterar o comportamento das espécies : Se vir o animal com comportamentos mais bruscos ou diferentes do comum, afaste se  lentamente e sem perturbar mais

-Não te intrometas ou incomodes os animais a natureza tem os seus métodos de selecção e os seus ritmos  , não os alteres.

Acima de tudo usa do Bom Senso.

 

 

 

 
"Código de conduta do Rio Sado

As embarcações  podem, facilmente, perturbar os animais. Uma navegação descuidada pode impedir o descanso, dificultar a captura de presas, socialização e reprodução e, ainda, interferir na comunicação entre indivíduos.

São particularmente vulneráveis à perturbação as fêmeas em gestação e as crias.

Para que estas populações se mantenham por muitos mais anos e para que possamos passear no seu habitat sem os perturbar, temso de cumprir regras:

  • Evite mudanças bruscas de velocidade, direção e sentido no rumo da sua embarcação;

  • Não exceda a velocidade de deslocação dos animais;

  • Mantenha um rumo paralelo e pela retaguarda dos golfinhos, de modo a que estes tenham um campo livre de 180º à sua frente;

  • Posicione a sua embarcação num sector de 60º à retaguarda dos golfinhos;

  • Evite fazer ruídos na proximidade dos roazes, que os perturbem ou atraiam;

  • Esteja atento à aproximação de outros golfinhos;

  • Não permaneça mais de 30 minutos na proximidade de um grupo de golfinhos;

  • É proibida a aproximação ativa a menos de 30 m de qualquer golfinho – devemos deixar que sejam eles a aproximar-se de nós;

  • É proibida e permanência de mais de 3 embarcações num raio de 100 m em redor dos golfinhos;

  • É proibido perseguir ou provocar a separação de grupos de golfinhos, especialmente o isolamento das crias;

  • É proibido alimentar, tocar e nadar com os golfinhos;

  • É proibida a aproximação aos golfinhos cuja proximidade à costa condicione os seus movimentos relativamente à embarcação;

  • É proibida a utilização da marcha à ré na proximidade de um grupo de golfinhos, salvo em situações de emergência;

  • É proibida a utilização de jet-skis, motos de água e veículos afins na observação de golfinhos.

 

A observação de golfinhos deverá ser imediatamente interrompida caso detecte algum dos seguintes sinais de perturbação:

  • Alteração marcada da direção e da velocidade do movimento inicial dos golfinhos;

  • Natação evasiva e repetido afastamento da embarcação;

  • Prolongamento do tempo de mergulho e /ou diminuição do tempo à superfície após a aproximação da embarcação,

  • Batimentos repetidos da barbatana caudal na superfície da água;

  • Movimentos dos golfinhos adultos para afastarem as crias ou para se interporem entre elas e as embarcações.

 

  •  

     

    São estritamente proibidos a perturbação, bem como a deterioração ou destruição do seu habitat.

    Se presenciar algum ato que viole estas normas, deverá contactar de imediato as autoridades competentes:

    Reserva Natural do Estuário do Sado – 265 541 140
    Policia Marítima (na região de Setúbal) -  265 548 275
    Rede ABRIGOS (Rede de Apoio a Mamíferos Marinhos) - 968 849 101"

     

     

  • in (VENHA VER OS ROAZES — ICNF)

  • Baseado na obra (SEO/BirdLife 2012)

  • photos by Carlos Lobo

  •  

    BOAS REMADAS 

     

     

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

5 REMADA DOS PAIS NATAIS RECEITA REVERTE PARA A ACREDITAR

November 6, 2019

1/6
Please reload

Posts Recentes

October 31, 2019

March 17, 2019

February 14, 2019

Please reload

Arquivo